É normal os noivos preferirem alugar seu traje de casamento por praticidade ou até mesmo por economia. Dificilmente um homem tem trajes muito sociais no armário e para o GRANDE DIA muitas vezes é dado preferência para vestuários mais elegantes, como um fraque ou smoking.

Mas até mesmo para alugar o traje do noivo é preciso ficar atento a alguns detalhes para não ter problemas no grande dia. 

1- Onde alugar?

Há no mercado DIVERSAS lojas de alugueis para casamento, mas é preciso pesquisar para se informar sobre a pontualidade no preparo do traje e até mesmo valores de aluguel.

Por isso, busque informações na internet, acesso o site, veja os modelos que são divulgados e, também, avalie os comentários e avaliações de clientes antigos.  

2- Escolha do Modelo

Para escolha do modelo do traje é preciso levar em consideração o horário, local e estilo da cerimônia. Deixe claro para a vendedora que te atender se você tiver um preferência ou não quiser algo (mesmo que seja o tradicional). 

Vale também pesquisar antes na internet alguns modelos que te agradem, há no mercado muitos modelos clássicos, alguns mais modernos, mas lembre-se que você sempre pode adaptar o que for melhor para você. Afinal é o SEU dia, não deixe de fazer o que você quer ou de se sentir confortável na roupa.

3- Hora de Experimentar

Depois de escolher o modelo que você quer no seu traje de casamento. Se deseja um vestuário claro ou escuro; gravata normal ou borboleta; com ou sem colete; etc. É essencial que você vista o modelo para ver como está o caimento no seu corpo.

Como toda roupa, algumas ficam LINDAS no manequim e/ou modelo, mas quando colocamos no corpo o caimento dela não valoriza a gente. Então mesmo que você já esteja com a ideia formada na cabeça, NUNCA deixe de experimentar o traje completo antes de fechar qualquer negócio.

4- Opinião da Noivas

Essa dica é muito relativa! A gente diz que a opinião da noiva é importante nessas horas, afinal o dia é de VOCÊS e você não irá querer causar nenhum problema no grande dia somente porque quis fazer uma surpresa, não é mesmo? 

Mas há algumas noivas que não se importam e querem que o futuro marido decida o traje e não faz questão de estar presente, por isso, essa dica vai depender muito de como é a relação entre o casal. Nós sempre aconselhamos a ser uma decisão em conjunto, afinal o traje do noivo precisa estar ‘conversando’ com o traje da noiva e os dois trajes precisam estar ‘conversando’ com a decoração da festa. 

Não dá para o noivo ir com um traje SUPER clássico e a noiva estar com um traje MUITO moderno e o casamento ter uma decoração rústica. 

5 – O contrato

O contrato é um assunto que deve ser analisado com muita cautela. Isso será fundamental para você não ser pego desprevenido depois.  

Por isso, leia com cuidado o contrato, veja quais são os seus direitos e deveres com relação a empresa que você está fechando contrato. 

Verifique o valor da multa e quais os fatores que são razões para a multa ser cobrada. Fique atento ao prazo de devolução e se há alguma multa em relação a atraso. Outra coisa importante de levar em consideração é se outra pessoa pode devolver o traje pra você, afinal, você tem que se preparar para a lua de mel e às vezes não estará disponível para fazer a devolução em horário comercial.

Leia com atenção e tire todas as suas dúvidas antes de fechar o contrato, assim você garante que seu grande dia será incrível e que você não terá despesas não previstas depois.


Compartilhe:

 

Deixe um comentário