Descubra como se casar, ser feliz e não começar a vida a dois endividada! 

Foto: Divulgação

O casamento está por vir e a ansiedade já bate a porta. Mas se você está com o orçamento apertado o que fazer para economizar com os preparativos do casamento? 

Antes de tudo, defina o valor!

Sim, é preciso definir o valor a ser gasto com o casamento, quanto vocês tem que pagar na festa de casamento, ou quanto pretendem juntar? 

Vamos a um exemplo: Se o casal consegue guardar R$3.000 por mês por um ano (R$36 mil(, é possível realizar uma festa para aproximadamente 200 convidados. Sendo assim, defina o valor da festa de vocês. 

Foto: Divulgação

Comece cedo! 

Ter um tempo de antecedência para planejar e contornar contratempos, pesquisar melhores preços e oportunidades é essencial. 

Tenha uma reserva extra! 

Foto: Divulgação

É sempre importante ter uma reserva para qualquer eventualidade. O ideal mesmo é separar 10% do seu valor total do casamento para eventuais emergências. 

Nada de dívidas! 

Atenção, uma coisa muito comum  entre casais que começam a planejar o casamento é “pedir empréstimo”para realizar o sonho, mas no final o ‘sonho’ pode acabar virando um verdadeiro pesadelo. E isso nao é aconselhável de forma alguma. Segundo especialistas em finanças, a experiência de manter os limites financeiros do casal é positiva para o futuro do par, sem começar a vida a dois sem dívidas. 

Repense, corte, repense….

Foto: Divulgação

A lista de convidados é um momento de atenção no planejamento, porque é ela que interfere diretamente nos custos da festa. Então, tenha na sua lista de convidados as pessoas realmente importantes para vocês.

Negocie! 

Onde será a cerimônia? Quais os gastos com comida, bebida, música, trajes, fotografia? Negocie descontos com fornecedores, pague a vista (ideal)

Qual será o estilo da festa? 

Foto: Divulgação

Quanto mais clássico o casamento, mais caro ele é. Para economizar, os noivos podem optar por festas mais personalizadas ou um coquetel com “finger food”, por exemplo. 

Escolha bem o mês!

Alguns meses costumam ser mais caros por conta do simbolismo: maio, mês das noivas, junho, dia dos namorados, setembro, primavera. Escolha datas menos concorridas para economizar. 

Foto: Divulgação.

Melhor do que casar é se casar e não ter dívidas meninas, por isso fiquem atentas e aproveitem as dicas.

Compartilhe:

 

Deixe um comentário